No Brasil não existe só futebol

Somos culturalmente ensinados que o Brasil é o país do futebol, aprendemos a torcer, vestir a camisa verde a amarelada durante as Copas, vibrar e chorar com os gols e a enaltecer os jogadores. Mas é importante ressaltar que no Brasil não existe só futebol!

O país é conhecido como sendo o berço dos futebolistas em primeiro lugar porque é pentacampeão da Copa do Mundo (2002, 1994, 1970, 1962, 1958), o maior futebolista da história é ninguém menos que o brasileiro Pelé.

Outro ponto que nos tornam o país do futebol é a paixão pelo esporte em si, no Copa do Rússia 2018, a audiência da Rede Globo foi a maior de todos os tempos no Brasil superando os 50 pontos, número calculado pela Painel Nacional de Televisão (PNT), e teve 80% de participação do público.

Isso significa que, de cada 10 domicílios com TVs ligadas no horário das partidas, oito estavam sintonizados na emissora.

Falta de visibilidade

Os números são mesmo exorbitantes, mas porque será que outros esportes como vôlei, natação e ginastica não possuem tanta visibilidade no país?

Um dos primeiros motivos é a falta de investimento financeiro nesses esportes, o mundo do futebol no Brasil movimenta bilhões de reais por ano e possui o patrocínio de diversas empresas. Além disso a mídia levanta holofotes sobre o esporte.

As empresas de televisão sabendo da paixão pelo futebol, que é cultivada desde a infância no brasileiro, aproveitam para televisionar todas as partidas possíveis, principalmente grandes clássicos e jogos da seleção. Vale lembrar que essa estratégia é visando o lucro.

Além disso, por estar inserido na população não há iniciativas dentro das casas que incentivem os jovens a praticarem outros esportes. Por esse motivo, algumas escolas possuem a Iniciação Esportiva, onde crianças e adolescentes são submetidos a esportes como natação, judô, vôlei, por exemplo, para promoção do desenvolvimento social, além da propagação das modalidades.

Veja outros esportes praticados no Brasil, além do futebol.

Vôlei: é notório que o segundo esporte mais praticado, com 15,3 milhões de pessoas.

Tênis de mesa: pratica por cerca de 12 milhões de pessoas.

Natação: cerca de 11 milhões de pessoas praticam o esporte no país.

Futsal: mais de 10 milhões de praticantes.

Skate: aproximadamente 2,7 milhões de praticantes.

Atletismo: lista de 2,1 milhões de praticantes.

Por: Emily Cardoso

Comments
  1. É uma pena que seja tão caro incentivar a prática de modalidades que não sejam “indisciplinadas” como o futebol, pois, as outras modalidades exigem materiais e comportamentos que não são tão comuns quanto ao futebol… Até o vôlei que deu uma guinada em épocas de auge com o presidente do COI e brilhantes atuações no masculino e feminino já não é mais o mesmo… É uma pena!

  • Melhores livros sobre Direito Desportivo - Instituto Valente de Educação blog.institutovalente.com/melhores-livros-sobre-direito-desportivo/

    […] de crescimento no Brasil devido aos investimentos em iniciação esportiva e o investimento em outros esportes fora o futebol. Para o profissional que pretende seguir essa carreira separamos uma lista com os […]
    UpVote Reply 0 Upvotes
    Cancel Replay
  • cicero

    É uma pena que seja tão caro incentivar a prática de modalidades que não sejam "indisciplinadas" como o futebol, pois, as outras modalidades exigem materiais e comportamentos que não são tão comuns quanto ao futebol... Até o vôlei que deu uma guinada em épocas de auge com o presidente do COI e brilhantes atuações no masculino e feminino já não é mais o mesmo... É uma pena!
    UpVote Reply 0 Upvotes
    Cancel Replay